Futebol e Cia
Conheça a Empresa Central de AtendimentoRede de Lojas FísicasSeja um franqueado  
Telefone
Busca
Jogador
Cadastre-se Meus Pedidos
Meu Carrinho
Acessórios Bolas Chuteiras Clubes Nacionais Clubes Internacionais Mochila Material para Goleiro Seleções Natação
Formas de Pagamento
Marcas
Nike
Adidas
Reebok
Puma
Newsletter
news
Atendimento Online
Clique Aqui

 

 
Notícias

Aqui você encontra as últimas notícias e press releases relacionados à FUTEBOLECIA.

Localize textos específicos: Procurar resultados:


globoesporte.com, segunda-feira, 24 de outubro de 2011.

Descontrolada, Seleção sub-20 perde para a Costa Rica e deixa o Pan
Brasil perde a cabeça no primeiro tempo, sofre 3 a 1 e é eliminado da competição no México sem sequer disputar uma medalha

Descontrolada, Seleção sub-20 perde para a Costa Rica e deixa o PanTudo bem que o time não estava nem perto da elite da sub-20 do Brasil. Mas mesmo sem Neymar, Lucas, Oscar, Casemiro e Philipe Coutinho, ninguém esperava que a Seleção fosse eliminada dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara da forma vergonhosa como aconteceu neste domingo (madrugada de segunda-feira no Brasil). Uma plateia perplexa no Estádio Omnilife assistiu à derrota por 3 a 1 para a Costa Rica. Assim, a equipe comandada por Ney Franco deixa o México sem sequer disputar a semifinal, perdendo a chance de medalha.
A campanha repete o Pan do Rio de Janeiro, em 2007, quando a Seleção Brasileira foi representada por uma equipe sub-17. Em Guadalajara, o Brasil disputou três partidas e marcou apenas um gol. Foram uma derrota e dois empates (sendo um com Cuba), perdendo a vaga na próxima fase para Argentina e Costa Rica, classificadas em primeiro e segundo do Grupo B, respectivamente. Os costarriquenhos enfrentam o México na semifinal. Os argentinos ainda esperam por seu adversário.
Tudo começou a dar errado para o Brasil antes mesmo do primeiro minuto de partida. Aos 40 segundos, Madson falhou pela direita, e Blanco aproveitou. Ele rolou rasteiro para Bryan Vega, livre, empurrar e abrir o placar.
A surpresa apresentada pela Costa Rica, que teoricamente entraria em campo de forma defensiva, mas iniciou o jogo no ataque, desestabilizou a Seleção tática e emocionalmente. A equipe mostrava-se desorganizada e nervosa. Assim, não demorou muito a pagar por isso. Aos 15 minutos, o volante Lucas Zen – que recebeu o apelido no Botafogo por sua tranquilidade em campo – acertou o peito de um adversário numa dividida e recebeu o cartão vermelho.
A pena foi paga aos 20 minutos, quando, após chutão da defesa, McDonald dominou dentrou da área, passou pela marcação de Frauches e Misael e acertou um belo chute de curva no canto esquerdo de César, fazendo 2 a 0. O goleiro, mal colocado, não alcançou a bola.
A torcida do México perdeu a paciência e passou a trocar os aplausos pelas vaias ao Brasil. Em campo, o time continuava fora de controle emocional. Aos 26 minutos, Frauches colocou a mão na bola ao cortar um cruzamento, e o árbitro marcou pênalti. McDonald cobrou, mas acertou a trave.
Já com o atacante Sebá no lugar de Frauches – e o meia Misael e o lateral Henrique Mirando se alternando na zaga – a Seleção foi para cima da Costa Rica, que, empolgada, seguia atacando. Após grande jogada, Cidinho tocou para Henrique chutar na saída do goleiro e diminuir a diferença para 2 a 1, aos 30 minutos.
No entanto, a reação durou pouco. Aos 43 minutos, McDonald recebeu na área. Mesmo de costas, o atacante conseguiu girar sobre a marcação e chutar rasteiro, fazendo 3 a 1 para a Costa Rica. Ao fim do primeiro tempo, até mesmo o sereno Ney Franco entrou em campo para reclamar com o árbitro mexicano Ricardo Arellano.
Com a vantagem no placar, a Costa Rica voltou para o segundo tempo sem se lançar tanto ao ataque. A ideia era valorizar a posse de bola e retardar o jogo ao máximo a cada falta sofrida. Sem mostrar recursos e nem reação, o Brasil abusou das cavadas de falta e das reclamações, pouco ameaçando o gol do adversário.
O Brasil jogou com a seguinte formação: César, Madson, Luccas Claro, Frauches (Sebá, depois Djair) e Henrique Miranda; Lucas Zen, Misael, Felipe Anderson e Cidinho; Felipe Amorim (Rafael) e Henrique.








Lojas
Buscar
Encontre a Futebol & Cia nas Redes Sociais
Twitter Twitter
Siga nos no Twitter
@ futebolecia
Facebook Facebook
Curta o nosso
perfil no Facebook
Orkut Orkut
Adicione nosso
perfil oficial

Facebook

Rss
Confira nossas notícias
Copyright © 2000 - 2012 www.futebolecia.com, todos direitos reservados
As fotos aqui veiculadas, logotipo e marca são de propriedade do site www.futebolecia.com
É vetada a sua reprodução, total ou parcial, sem a expressa autorização da administradora do site.
Institucional
Quem Somos
Futebol & Cia na Mídia
Trabalhe Conosco
Política de Privacidade
Responsabilidade Social
Dúvidas
Como comprar
Prazo de Entrega
Esse site é seguro?
Trocas e Devoluções
Formas de Pagamento
Formas de Pagamento
Central de atendimento
FAQ
Fale Conosco
Telefone
Contato